Garota de cinco anos morre apos beber água contaminada do bong de sua mãe

Must Read

A pequena Sophia Larson de cinco anos morreu de overdose ao beber água que estava no bong que sua mãe usava para fumar metanfetamina de acordo com o que informou o The  Mercury News.

- Publicidade -

Depois que a menina disse que a água estava “nojenta”, Alvarado e seus primos Daniel Alvarado, 27, e Bertha Karina Ceballos-Romo, 26, perceberam que ela havia bebido a água do bong.

Os primos e a mãe de Larson assistiram a menina alucinar por mais de três horas e não pediram ajuda, mesmo quando a garota disse à mãe que estava “vendo monstros e demônios”. Em vez disso, eles oraram e experimentaram dar a ela remédios caseiros.

- Publicidade -

Foi somente quando Larson parou de respirar que eles levaram a garota ao Hospital Grand River, onde ela foi declarada morta.

O investigador do condado de Garfield, Robert Glassmire, declarou que Larson tinha um nível “muito, muito alto” de metanfetamina no sangue no momento de sua morte, segundo o jornal, citando uma declaração da polícia. Ele determinou que a morte dela era devido a intoxicação por metanfetamina.

Na semana passada, Stephanie Alvarado e seus primos foram presos e acusados ​​de abuso infantil, resultando em morte, posse de uma substância controlada e perigo imprudente.

The Mercury News informou que os três disseram à polícia que estavam fumando metanfetamina juntos em 10 de dezembro, depois que Stephanie Alvaredo perdeu o emprego por ser reprovada em um teste de drogas. Eles disseram que continuaram usando drogas enquanto dirigiam para buscar Larson na escola, mas pararam quando ela entrou no carro.

A menina foi para a cama por volta das 22h30 da noite, mas levantou-se mais tarde para tomar uma bebida e foi quando ela bebeu a água contaminada com metanfetamina, de acordo com a declaração.

O jornal Fox31 relatou que Daniel Alvaredo e Ceballos-Romo pensavam que a garota estava possuída por um espírito maligno e, portanto, insistiam em recitar passagens da Bíblia e orar em vez de ir ao hospital. A dupla disse à polícia que Stephanie Alvarado estava relutante em buscar ajuda médica porque temia ter problemas com a lei.

Mas quando a menina desmaiou, eles a levaram para a casa de um membro da família, esperando que uma máquina de oxigênio a ajudasse antes de levá-la ao hospital.

O pai de Larson, Alex Larson, que compartilhou a guarda da menina, disse a Fox31 que ele parou de falar com Alvarado há cerca de um ano por causa de seus problemas com abuso de substâncias.

O jovem de 23 anos disse à emissora que nunca perdoará a ex-namorada ou os primos dela pela morte de sua filha. “Se eles a tivessem levado [ao hospital] quando viram minha filha beber isso, ela ainda estaria aqui.”

- Publicidade -

Ultimas notíciais

Kobe Bryant é homenageado pela Nike com arrepiante anúncio “Mamba Forever”

Os Los Angeles Lakers, as lendas da NBA do passado e do presente, fãs e familiares se reuniram hoje...

Justin Bieber aparece de surpresa no culto de domingo de Kanye West

Justin Bieber fez uma aparição surpresa na mais recente edição do Sunday Service de Kanye West em Los Angeles, oferecendo uma apresentação impressionante de...

G-SHOCK comemora o 80º aniversário de Bruce Lee com edição limitada de US$ 4.000

A Casio homenageia Bruce Lee com um relógio G-SHOCK de edição especial, o MRG-G2000BL-9A. Aparecendo sob a linha de luxo Mr-G da marca, o...

Burna Boy anuncia turnê mundial “Twice As Tall”

Burna Boy está pegando a estrada neste 2020 para a extensa turnê mundial “Twice As Tall”. O compromisso de três meses verá o indicado ao...

Cardi B fala sobre pornografia e revela sua categoria favorita

Algumas pessoas têm fantasias sexuais bastante vívidas e Cardi B se encontra entre essa multidão, porém ela acha alguns fetiches cada vez mais assustadores....

Leia também: