Mais de 70 pessoas morreram no México depois de beber álcool contaminado

Talvez você goste:

- Advertisement -

Pelo menos 70 pessoas morreram no México desde o final de abril após consumir álcool contaminado comprado no mercado negro, relata o New York Times.

- Publicidade -

As mortes podem ser atribuídas a vários fatores, mas o governo mexicano declarou que as cervejarias são um negócio não essencial em meados de abril, juntamente com partes do país que implementam leis contra a compra de bebidas e bebidas alcoólicas. Nas últimas semanas, apenas a redução da produção causou uma escassez nacional de cerveja, levando as pessoas a procurar alternativas por todos os meios necessários.

“É possível começar a especular que, com uma oferta menor de álcool regulamentado, existe uma oferta maior de álcool não regulamentado”, disse ao New York Times Gady Zabicky Sirot, diretora da Comissão Nacional Contra Vícios no México .

- Publicidade -

Pelo menos 20 pessoas na cidade de Chiconcuautla morreram depois de beber uma mistura considerada uma versão barata de luar chamada “refino” durante uma reunião no dia das mães. Pelo menos 28 pessoas estão mortas em Jalisco por consumir uma bebida comparável ao rum conhecido como “El Chorrito”. Os investigadores acreditam que esta bebida continha metanol, que é comumente usado como anticongelante. Houve 35 mortes relatadas em Puebla e Morelos. O estado mexicano de Yucatán supostamente tem pelo menos sete pessoas mortas.

A intenção por trás de não permitir mais a compra de álcool era reduzir a probabilidade de as pessoas se reunirem para grandes reuniões e aumentar a possível disseminação do coronavírus. O Departamento de Estado dos EUA emitiu um comunicado de viagem alertando os americanos sobre relatos recentes de “indivíduos adoecendo ou desmaiando após consumir álcool não regulamentado”.

- Publicidade -

Ultimas notíciais

Portal R7 publica analise falando que “Nem todas vidas negras importam”

Na última quinta-feira (04), Patricia Lages publicou uma análise para o portal R7 da Record fazendo uma crítica a...

Portal R7 publica analise falando que “Nem todas vidas negras importam”

Na última quinta-feira (04), Patricia Lages publicou uma análise para o portal R7 da Record fazendo uma crítica a onda de protestos e comoção...

Tatá Werneck cede suas redes sociais para Linn da Quebrada para conscientização racial

Na tarde de sexta-feira (05), a apresentadora e humorista Tatá Werneck postou em seu Twitter que estaria cedendo suas redes sociais para a cantora...

Walmart retira armas de prateleiras por conta dos protestos

O Walmart nos Estados Unidos é uma das lojas em que as armas de fogo ficam em prateleiras a venda como se fossem um...

Kanye West quebra o silêncio e anuncia doação de 2 milhões de dólares para instituições

Quase 10 dias após a morte de George Floyd, em 25 de maio, o bilionário magnata anunciou que doou 2 milhões de dólares para...

Leia também: