Policia americana usa sirene de ‘Uma Noite de Crime’ para sinalizar toque de recolher por Coronavírus

Talvez você goste:

A polícia em Crowley, Louisiana, EUA, recentemente usou a sirene do filme de terror distópico Uma Noite de Crimes (The Purge) para iniciar um toque de recolher relacionado à coronavírus na Paróquia de Acadia. De acordo com o KATC News , a polícia disparou a sirene para que os moradores fossem informados sobre o bloqueio da cidade das 21h às 6h.

O Departamento de Polícia de Crowley optou por implementar um toque de recolher porque “a Paróquia de Acadia recebeu a pior classificação pela rápida disseminação do vírus”, diz a publicação no Facebook. “Foi implementado para tentar diminuir a propagação. Não há nada que alguém precise estar nas estradas além de situações de emergência. Se você não quiser cumprir as ordens do xerife e dos chefes, será tratado de acordo.

De acordo com uma reportagem local, os moradores estavam confusos em relação à sirene, no entanto, a polícia de Crowley decidiu não usá-la mais.

- Publicidade -

“Ontem à noite, a ‘Sirene de Uma Noite de Crimes‘ foi utilizada pelo Departamento de Polícia de Crowley como parte do toque de recolher. Recebemos inúmeras reclamações com a convicção de que nossa agência estava envolvida nesse processo ”, disse o xerife da paróquia de Acadia, KP Gibson. “Não estávamos envolvidos no uso da ‘Sirene ‘ e não utilizaremos nenhum tipo de sirene para esse fim. As chamadas sobre esse assunto devem ser dirigidas à polícia de Crowley / chefe Broussard e não ao escritório do xerife da paróquia de Acadia. ”

Para quem não conhece, Uma Noite de Crimes, é uma série de filmes de terror centrada em um feriado anual em que todos os crimes, incluindo assassinatos, são legais por um período de 12 horas. “O Expurgo”, como é conhecido, começa quando a sirene é tocada.

- Publicidade -

Ultimas notíciais

Recayd Mob lança o clipe de ”Mlks de SP”

A Recayd Mob volta com os lançamentos e disponibilizam o single que vem acompanhado de um clipe, ''Mlks de...

Leia também: